Formas mais comuns de invasão em condomínios

  • Entrada dissimulada para entregas, realização de serviços, ajuda em situações de emergência (pessoas passando mal, problemas mecânicos com veículos) ou forçada juntamente com um morador;
  • Por meio de muros baixos, iluminação deficiente, falta de equipamentos de segurança ou portões muito lentos ao abrir ou fechar;
  • As quadrilhas que assaltam condomínios vêm se sofisticando, em termos dos procedimentos e até das tecnologias utilizadas. Além das formas mais conhecidas de invasão, como abordagem de carros de moradores no portão do condomínio e outras, vêm sendo noticiados casos que envolvem clonagem de placas de carros, roubos de controle remoto;
  • Acesso facilitado pelo comportamento de risco de moradores ou profissionais / prestadores de serviço;
  • E utilizando-se de outros prédios para entrar no desejado, por isso pensar em segurança e pensar no coletivo, envolvendo os “vizinhos” à se envolver e se possível montar um “bolsão de segurança”.

As ocorrências normalmente acontecem por falhas ou fragilidades na identificação de moradores ou visitantes e treinamento de funcionários. É importante sempre observar que pontos em seu condomínio propiciam invasões e tentar minimizá-los.

 



Deixe uma resposta

Orçamento pelo WhatsApp